Fone: (48) 3237-9137

Fone: (48) 3237-9137

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Saúde Bucal » Pais como influenciadores no comportamento da criança
Pais como influenciadores no comportamento da criança

http://www.clinicaalamedadaserra.com.br/arquivos/blog/Como_escolher_a_escova_dental.jpg

 

 

Precisaremos ir além da própria criança, da díade mãe – criança ou pai – para examinar o padrão de interação dentro da família e a influência da cultura mais ampla sobre aquela família. Há 30 anos, a maior parte dos textos e livros de aconselhamento aos pais, sobre o desenvolvimento infantil, enfatizava o papel dos pais como “moldadores” da criança, como num bloco de argila. A tarefa dos pais seria de socializar a criança, moldar seu comportamento para que ele se ajustasse bem às expectativas e regras da sociedade.


Apenas o medo e ansiedade dos pais, ou estilo de criação, afetavam o comportamento da criança no dentista, bem como fatores estruturais como nível socioeconômico e raça, influenciando a criança. O paciente com maior ansiedade era aquele que se lembrava de sua mãe indo ao dentista somente quando estava com dor. Portanto, as respostas afetivas dos pais com relação ao dentista podem influenciar o comportamento da criança no consultório odontológico.


Os pais ou guardiões da criança são as pessoas legalmente responsáveis pelo cuidado e supervisão delas.

 

Ainda hoje, é verdade afirmar que pelo menos nos primeiros anos de vida, é principalmente dos pais que as crianças aprendem o que elas podem fazer e o que é proibido. Num primeiro momento, temos a total dependência da criança ao adulto, depois, é hora de dizer “não”, e por último, o tempo das explicações.


Não existe nada que ajude mais uma criança a se desenvolver bem do que se sentir amado. Uma relação amorosa com um dos pais ou ambos, e/ou alguém que os substitua, é crucial para que a criança apresente um desenvolvimento normal. Apesar de conhecer a importância do papel dos pais no triângulo do tratamento odontopediátrico, e a necessidade de obter cooperação deles, só recentemente a literatura odontológica ofereceu aos dentistas aconselhamentos sobre como lidar com os genitores.


É importante, portanto, educar os pais sobre o significado de boa saúde bucal a fim de se criar um efeito positivo no comportamento da saúde da criança. A pesquisa nos mostra que existe uma profunda influência dos pais no comportamento da criança no consultório odontológico, e que o comportamento infantil está frequentemente relacionado com as experiências e percepções dos pais na cadeira do dentista. (KLATICHOIAN, 2002).


Pais de pacientes infantis, com frequência, precisam compreender seus filhos e devem ser guiados através da experiência odontológica das crianças. Não basta levá-los ao dentista; aos pais cabe participar do tratamento seguindo as orientações do dentista, observando a evolução do tratamento bem como do amadurecimento dos filhos.


http://www.portaleducacao.com.br/odontologia/artigos/26787/pais-como-influenciadores-no-comportamento-da-crianca



Copyrights © 2013-2017 CIOSC. Todos os direitos reservados.

secretaria@ciosc.com.br

Ligue agora e marque uma consulta: (48) 3237-9137

Endereço: Rodovia Francisco Thomaz dos Santos, nº 179, Morro das Pedras, Florianópolis/SC, Sul da Ilha. Amplo estacionamento para sua comodidade. Fones: (48) 3237-9137 / 9156-4049 / 9156-4050 / 9156-4051.

Atendemos também em Criciúma: 9919-2721 / 9156-4049 e no Kobrasol: (48) 9997-0000. Resp. Técnico: Dr. Everton P. Camilo, CRO-SC 3334

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2015 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3.